Método para Eliminar Estrias Naturalmente

//Método para Eliminar Estrias Naturalmente

O que são estrias

As estrias caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (responsáveis pela sua elasticidade e tonicidade). As estrias afetam homens, mulheres em idade adulta ou durante a adolescência, mulheres no transcorrer da gestação, e até mesmo crianças.

As linhas são formadas por causa da diminuição da espessura da derme e da epiderme. Elas podem coçar e arder, mas em geral não apresentam sintomas com seu aparecimento.

 

Os tipos de estrias

Existem dois tipos de estrias: as estrias recentes e estrias antigas.

As estrias vermelhas são cicatrizes recentes. A cor avermelhada deve-se à reminiscência de sangue no local na tentativa de minimizar a lesão.

As estrias brancas são mais tardias (existem há mais tempo) e resultam da compactação e cicatrização das células o que torna o tecido fibroso. As estrias brancas são mais difíceis de “disfarçar” porque estão num estado muito avançado e a regeneração da pele da zona afetada é mais difícil.

Em pessoas de pele morena ou negra as estrias podem aparecer com uma coloração mais escura do que seu tom de pele.

Como prevenir o aparecimento de estrias

Uma hidratação diária pode ajudar a prevenir e a amenizar as estrias, desde que os cremes contenham substâncias ativas com estas propriedades. Para conter o problema, é preciso repor substâncias que ajudam na reorganização do colágeno e elastina na pele. Também é importante fazer a hidratação de todo o organismo, através do consumo adequado de água e outros líquidos. O recomendado é que se consuma de 2 a 3 litros diariamente.

Evite também oscilações de peso bruscas, elimine doces e gorduras e pratique exercício físico regularmente.

 

SAIBA MAIS

>> Como Eliminar as Estrias em 28 Dias

 

As causas mais comuns para o surgimento de estrias

As estrias podem surgir de diversas formas, dentre elas:

  • Efeito Sanfona
  • Crescimento rápido
  • Tempestade hormonal
  • Excesso de exercícios
  • Gravidez
  • Ressecamento da pele

 

Os tipos de tratamentos para eliminar as estrias

Tratamentos estéticos

Laser: É um tratamento bem moderno para redução das estrias. Os tipos de lasers utilizados para o tratamento de estrias têm afinidade pela água da pele e, ao atingir a pele, promovem a sua vaporização localizada. Isso estimula uma nova organização desse tecido, com formação de novas fibras de colágeno e elastina. Um tipo muito utilizado é o Laser Fracionado de CO2, por promover grande melhora, com poucos efeitos colaterais.

Dermoabrasão: É realizado um tipo de lixamento da pele que, ao escoriar a pele, elimina uma boa parte da camada superficial. Isso também estimula um processo cicatricial na pele, ajudando na produção de colágeno e elastina.

Ácidos: O tratamento é realizado com aplicação de cremes ou géis à base de ácido retinóico ou alfa-hidroxi-ácidos (AHA) que aceleram a renovação celular e atua na formação de colágeno novo. Os resultados começam a ser percebidos após um ano e deve ser interrompido se a pessoa for para o sol.

Lipoaspiração: Para alguns casos a aspiração da gordura superficial na região onde não há estrias estimula a produção de colágeno da pele, melhorando sua elasticidade.

Peeling: Este tratamento é realizado através do lixamento da pele feito com o Skin Lifting, um aparelho italiano que promove um tipo de peeling profundo, ou dermoabrasão, devido à ação abrasiva de um jato de microcristais de óxido de alumínio. O peeling elimina de forma suave e uniforme as camadas superficiais da epiderme. O que leva a regeneração celular, resultando no surgimento de uma nova pele.

A desvantagem de todos esses tratamentos é que são muita das vezes dolorosos. Além disso, como são realizados por profissionais especializados e em Clínicas de Estética a maioria ultrapassa o valor mínino de R$1.000,00.

Como alternativa para nossas leitoras descobrimos um método seguro e eficaz: Adeus Estrias.

A solução definitiva para eliminar suas estrias

Pedimos a nossa redação que buscasse soluções na internet de métodos naturais com resultados comprovados.

Diante de tantas receitas, dicas e opções para eliminar de vez as estrias encontramos um curso que entrega uma técnica simples e 100% natural. Uma de nossas condições para indicar um produto era que este deveria ser acessível a todas nossas leitoras.

Portanto, sem muitos mistérios, nós da redação da Revista Mais Você recomendamos o Curso Adeus Estrias.

Olhem os depoimentos de pessoas que já usaram e testaram o método:

depoimento-adeus-estrias

Além disso o produtor dá uma garantia de 30 dias. Assista o vídeo e depois comente o que achou.

 

As dúvidas mais frequentes

Sim. Alguns, como o estrogênio, geram um processo chamado catabolismo, que degrada a elastina, principal proteína responsável pela elasticidade da pele. Ainda há as chamadas estrias pós-trauma, que aparecem depois de acidentes com lesões, e aquelas causadas pelo ganho de peso acelerado, como ocorre com as gestantes.

Não. No entanto, é verdade que elas são as maiores vítimas: 75% da população feminina sofre com essas marcas. Entre os homens, a taxa de incidência é de 25%.

 

Não. Segundo a médica Adriana Benito, médica especialista da Pró-Corpo Estética Avançada, o óleo de amêndoas puro não consegue penetrar na pele ressecada. A pele desidratada necessita de um emoliente à base de água, não de óleo. Ele pode até evitar o ressecamento da pele, criando uma barreira impermeável que impede a desidratação, mas não tem o poder de dar mais elasticidade à pele.

Não. As estrias brancas são atróficas, ou seja, mais claras do que a pele normal. Durante o bronzeamento, a pele natural pigmentará, aumentando o contraste com as estrias brancas. Já as avermelhadas, que são cicatrizes recentes, podem ganhar coloração, ficando mais escuras do que a pele. Protetor solar nelas!

Sim. Como vimos anteriormente, usar hidratante, de fato, não impede que você tenha estrias, mas uma pele mais hidratada tem menor chance de desenvolvê-las.

2017-11-14T17:05:01-02:00